Duchas e jardins

Algumas duchas saíram do banheiro e foram parar no jardim. Elas continuam tendo a mesma funcionalidade, porém proporcionando também sensações de conforto e prazer perto da piscina ou da área de lazer.

Alguns detalhes são importantes ao construir uma ducha para que não cause dificuldade aos convidados e aos próprios moradores da casa. Primeiramente, pense no posicionamento da ducha – de preferência ao lado da piscina, se você tiver –, onde haverá higiene e todos possam se refrescar nela sem atrapalhar, sem ser um local de passagem.
Outro cuidado é com o ralo. Escolha um local onde ele poderá ter um bom escoamento da água para que evite molhar todo o jardim.
Como a ducha é um local em que as pessoas, geralmente, a utilizam descalças é aconselhável a utilização de um piso antiderrapante e térmico por onde cairá água e será destinada para o chuveiro.
O tipo de ducha também é algo que deverá ser estudado. Na hora da compra, as duchas com maior vazão terão uma maior passagem de águas, enquanto que as mais estreitas perderão a grande pressão e passagem de água. A metragem da coluna d’água – distância entre a caixa e a saída de água da ducha – e qual é o melhor tipo de material de ducha, já que ela pode ficar exposta ao sol intenso, são detalhes que podem também fazer toda diferença para alongar a vida da ducha.
O mais importante é que além de ducha ser algo que possa entreter você e seus convidados é importante que não cause futuros problemas. Escolha-a com atenção e de acordo com seu bolso.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*